sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

ONDE CORRER EM SALVADOR


Barra
Av. Magalhães Neto
 Boca do Rio (antiga sede do Bahia)
Praia do Sesc
Praia de Plakaford

NÃO É TODO corredor que gosta de treinar, mas não tem jeito. Treinar é preciso! Eu sou um corredor da terceira idade e posso assegurar que o progresso que obtive com relação à prática de corrida nos últimos sete anos foi consequência de muito treinamento.

Naturalmente não é muito comum uma pessoa começar a correr após completar 65 anos, como foi o meu caso, mas com vontade, disciplina e, sobretudo, treinamento, é possível chegar aonde cheguei, ou seja, fazer um sub -60 nos 10 km e correr sete Meias Maratonas.

A cidade de Salvador, onde moro, oferece várias possibilidades para quem adotou a corrida de rua como forma de melhorar a saúde e gosta de treinar e,
afora outros locais que não conheço, mas que certamente existem, a partir da Praia do Porto da Barra e até a Praia de Stella Maris, são 30 km de orla em ótimas/boas/regulares, condições para treinar, seja nas pistas, nos calçadões ou na areia.

Começando no Porto da Barra, o corredor encontra um calçadão novo, de ótima qualidade, compartilhado com uma ciclovia que se estende até Ondina, numa extensão de 3,5 km.

Barra
Barra

Depois de Ondina, vem o Rio Vermelho totalmente requalificado, que oferece uma bela pista de corrida/ciclovia, numa extensão de quase dois quilômetros.


Rio Vermelho

Na Praia de Amaralina, o corredor encontra um calçadão seminovo, de mediana qualidade, compartilhado com uma ciclovia que se estende até o Jardim dos Namorados, passando pelo charmoso bairro da Pituba, numa extensão de 4 km.

Calçadão de Amaralina

Jardim dos Namorados

Logo em seguida vem o Jardim de Alá, que no momento está sendo requalificado, mas o trecho de 1,5 km até o Aeroclube, na praia de Armação, já está pronto e ficou maravilhoso. 
Praia de Armação
Praia de Armação

O piso da pista no percurso Aeroclube até Piatã, numa extensão de 8,5 km, não é muito bom, pois surgiu da transformação do antigo calçadão, que era revestido de pedra portuguesa e deu lugar a uma pista compartilhada com uma ciclovia. É também um pouco estreito e tem algumas incorreções. Mas só o fato de ficar inteiramente à beira mar, sem prédios do outro lado, transforma a área em um local extremamente agradável para correr. Além disso, passa pelas belíssimas praias de  Boca do Rio, Corsário, Patamares e  Jaguaribe. Sua requalificação já está programada pela Prefeitura.

Chegando em Piatã o corredor vai encontrar uma pista maravilhosa, larga que  se estende até Itapoã, numa extensão de 2 km, passando pela de Plakaford.
Piatã
Piatã
Itapoã
Tem ainda a opção da nova avenida Orlando Gomes, que vai da orla até a avenida Paralela, com 3,5 km, que oferece ótimas condições, inclusive para a prática do ciclismo. 

Av. Orlando Gomes
Av. Orlando gomes
Av. Orlando Gomes

Igualmente, tem ainda as Avenidas Pinto de Aguiar e Magalhães Neto, sendo que esta é fechada aos domingos para a prática de vários esportes, se tornando num point para encontro de corredores, ciclistas, etc.

Av. Pinto de Aguiar
 Av. Magalhães Neto
Av. Magalhães Neto
Av. Magalhães Neto

Mas não é somente na orla. A imponente Praça do Campo Grande, com suas árvores frondosas e seculares, oferece um calçadão muito largo e com quase 1 km de extensão, ideal tanto para caminhadas, como para corrida.

Campo Grande

dique do Tororó é outro local ótimo, cujo calçadão em volta do lago tem aproximadamente  2,6 km.  Os canteiros centrais das avenidas Centenário, Bonocô e Paralela, são também muito bons, sem esquecer o Centro Administrativo.

Dique do Tororó (acima e abaixo)
 Av. Centenário
Av. Centenário
 Av. Bonocô

Av. Paralela, que no momento está indisponível, face as obras do Metrô, mas que depois da pronta, certamente será uma boa opção.
.
Centro Administrativo

O Parque da Cidade, completamente reformado, com pistas que chegam aos 5 km em diversas direções, ficou uma ótima opção.

Parque da cidade
Parque da cidade
Parque da Cidade

As praças do Imbuí, dos Eucaliptos, do loteamento Aquários e Ana Lúcia Magalhães são outras opções excelentes, onde inclusive as assessorias esportivas fazem ponto todos os dias da semana, tanto pela manhã quanto a noite.


Imbuí
Praça dos Eucaliptos
Praça dos Eucaliptos
Pça do Lot Aquários
Praça Ana Lúcia Magalhães

Há também o majestoso Parque de Pituaçu, cuja volta completa dá exatos 15 km, ideal para se treinar longões. No momento o mesmo está sendo requalificado, mas pode ser usado.  

Parque do Pituaçu (acima e abaixo)



As Dunas, na Praia de Stella Maris, com suas areias branquinhas, fininhas e cristalinas,  oferecem condições ideais para treino de força, o que pode ser feito também nas areias fofas da praia de Armação.

Dunas (acima e abaixo)


Outro local bom para treino de força, é o Terminal de Cargas do Aeroporto (TECA), com uma pista de 5 km, em estrada com pouco trânsito.

Por fim, vale citar a nova orla da Ribeira, completamente requalificada, assim como a Av. Suburbuna, com seus quase 14 km de extensão, que pode servir de opção, para corredores que treinam antes do dia amanhecer, face o trânsito intenso no local.  

 Ribeira (acima e abaixo)

 Av. Suburbana (acima e abaixo), mostrando no primeiro plano o Prefeito ACM Neto, responsável por todas as transformações que foram feitas na cidade nos últimos 04 anos. Parabéns Prefeito!


Essas dicas valem para corredores de todo o Brasil, pois quem corre tem que ser disciplinado e não pode se limitar a treinar somente na cidade onde mora. Tem que treinar onde estiver para não perder o condicionamento. Assim, o tênis e todos os demais apetrechos (frequencímetro, meia, bermuda térmica, short, camiseta, som, cinto de hidratação, etc.) se tornam itens indispensáveis nas bagagens de viagens de qualquer amante da corrida.

 Para mim não basta gostar de correr! Tem que treinar!

Até breve…

Nenhum comentário:

Postar um comentário