quinta-feira, 28 de abril de 2016

MEUS 72 ANOS

HOJE, 28 DE ABRIL DE 2016, ESTOU COMPLETANDO 72 ANOS DE IDADE, COM AS GRAÇAS DO SENHOR DO BONFIM E AS BENÇÃOS DE NOSSA SENHORA APARECIDA!
Imagem de Nossa Senhora Aparecida

ENVELHECER É O PREÇO QUE A GENTE PAGA PARA CONTINUAR VIVO! É isso: Não tem outra opção. Só não envelhece quem morre! 

Graças ao novo estilo de vida que adotei há quase oito anos, quando parei de ingerir quaisquer espécies de bebidas alcoólicas e comecei a fazer atividades físicas, mais especificamente corrida de rua, minha vida mudou radicalmente para melhor

Não tem segredo: Correr faz bem para a saúde!

"É a ciência que diz: você dorme melhor, perde peso, afasta as doenças e fica mais esperto.

Correr é a atividade para todos os tipos de clima. Chuva, frio, sol, vento – não existe desculpa para não sair para correr. Esteja você com pouca roupa, esteja todo encapotado, encare como outro desafio. É uma atividade para climas imprevisíveis.

Quando você faz exercícios leves e moderados, libera endorfinas naturais que trazem bem-estar e reforçam a luta contra o estresse, além de naturalmente deixarem você feliz.

Correr nas primeiras horas do dia traz experiências que vale a pena aproveitar. Enquanto o resto do mundo dorme, você é o primeiro a pisar naquela pista ou trilha; além disso, as ruas desertas são só suas, para você assistir ao glorioso nascer do sol sem os barulhos da cidade para atrapalhar.



É possível reduzir os sinais de envelhecimento correndo regularmente. O aumento da circulação leva oxigênio e nutrientes de forma mais eficiente até as células da pele, ao mesmo tempo em que expulsa as toxinas prejudiciais. Os exercícios criam o ambiente ideal para melhorar a produção de colágeno que dá suporte à pele, ajudando a diminuir a aparência enrugada.

Para correr você não precisa de manual de instruções. Se você é capaz de andar é capaz de correr. Esse período que você dedica diariamente aos exercícios é um dos pontos principais do seu dia, esteja ele vagamente anotado na sua agenda mental, esteja programado no seu smartphone. Isso ajuda a organizar todas as outras tarefas e também proporciona tempo para pensar na agenda do dia.

Não existe jeito melhor de conhecer uma nova cidade que correr pelas ruas. Além de dar a você uma noção do lugar, irá energizá-lo após a corrida, zerar seu relógio biológico para qualquer fuso e proporcionar a chance de observa os habitantes locais.

Enquanto corre, um adulto utiliza dez vezes mais oxigênio do que precisaria se estivesse sentado na frente da TV pelo mesmo período. Com o tempo, o hábito de correr vai fortalecendo o sistema cardiovascular e permitindo que o coração e os pulmões trabalhem melhor, mandando mais oxigênio para as áreas que mais precisam, de forma mais rápida. Isso significa que você pode fazer mais exercícios com menos esforço.

A corrida tonifica os músculos dos glúteos e das coxas mais rápido que qualquer outro exercício – espreme o corpo até sair toda gordura em excesso. Ademais, correr protege seu coração e pode diminuir até pela metade o risco de doenças coronárias.

Um grupo de corrida é ótimo para fazer amigos. Está comprovado que pessoas que têm mais amigos reduzem em mais de 60% o risco de morrer, pois sua pressão sanguínea é menor, e o sistema imunológico, mais forte.



A corrida é uma das poucas atividades que você pode fazer juntamente com toda a sua família, já que não requer aptidões nem habilidades e assim lhe permite passar mais tempo com as pessoas que você ama.

Alguns esportes têm um limite de idade após o qual as pessoas se aposentam. A corrida não - pode ser feita aos 70, 80, 90....

A corrida é sua terapia. Não há jeito melhor de fugir das pressões e do estresse que calçar os tênis e simplesmente sair para correr. É só você e a rua – tempo para organizar a vida, solucionar questões e, invariavelmente, terminar o exercício sentindo-se melhor que quando começou.

Enfim, correr é de graça. Tudo o que você precisa é um par de tênis, shorts e camiseta".

Texto adaptado da reportagem – 47 Motivos para Amar a Corrida – Revista Runner’s World – edição de abril 2010.


sexta-feira, 15 de abril de 2016

VEJA O LADO BOM DA VIDA







Até o coração dos otimistas é mais forte. Carregar aquela certeza de que tudo vai dar errado faz mal, dizem especialistas. Pessimismo em excesso também dificulta a vida social e impede realizações. Se você está no time dos que tendem ao negativo, comece a pensar no caminho inverso. Acredite, isso é possível.

O pessimista, às vezes, pode confundir-se com uma pessoa cautelosa, prudente, e até mesmo, realista. Porém, essas qualidades não são características de quem vive de mal com a vida. Para a psicóloga e membro do Conselho de Psicologia do Rio de Janeiro, Noeli Godoy, trata-se de conceitos totalmente diferentes. “O pessimismo emperra todo e qualquer projeto pessoal. Muitos confundem pessimismo com realismo ou cautela. Realismo, cautela, prudência são virtudes dos que são empreendedores, portanto, otimistas. Os pessimistas, por sua vez, tendem a se isolar, a não mais acreditar em si e no próximo. Param no tempo e no espaço, perpetuando o sofrimento”, explica ela.

Pensar somente em coisas desagradáveis, negar o lado positivo e viver reclamando de tudo tem consequências também para a saúde. Uma recente pesquisa realizada pela Columbia University Medical Center, mostra que o coração dos otimistas é mais resistente a doenças cardíacas.

“O pessimismo é fonte de paralisia, tristeza, angústia. As pessoas tendem a se isolar, a não mais acreditar em si e no próximo. Param no tempo e no espaço, perpetuando o sofrimento. E à a medida que o pessimismo se acentua, perde-se a esperança de realizar novas ações, podendo acarretar em sintomas depressivos e de pânico, medo de tudo e de todos”, ressalta a psicóloga.

Até mesmo nas situações mais adversas, é possível ver o lado positivo, garante ela. Situações de perda, de rompimento ou de profunda tristeza podem ajudar a conviver melhor com as dificuldades. “Quando cultivamos a capacidade do aprendizado em toda e qualquer circunstância da nossa vida. Não quer dizer que não vamos sofrer, quer dizer que podemos enxergar para além das dores, do sofrimento. Assim desenvolveremos a capacidade de criar novas possibilidades para lidar com as dificuldades. O pensamento positivo traz boas energias que nos ajudarão quando alguma adversidade se apresentar”, aconselha Godoy.

Quer saber a quantas anda o seu pessimismo? Faça uma experiência. Ao fim do dia, relembre os acontecimentos e saiba quais foram mais marcantes na sua memória. Se você só consegue se lembrar do que deu errado, aprenda como ver o lado bom da vida a partir das dicas elaboradas pela psicóloga Noeli Godoy.

Cinco maneiras de deixar o pessimismo de lado


1. Sempre procure tirar aprendizado das adversidades. É o aprendizado que nos fortalece e possibilita criar linhas de fuga daquilo que nos oprime e impede de caminhar;

2. Acredite no seu potencial. Somos capazes de enfrentar nossas dores com realismo e esperança. É nosso potencial que nos impulsiona a seguir em frente e nos mantêm de cabeça erguida;

3. Sorria, apesar das dificuldades. O sorriso tem a propriedade de espantar os males, o mau humor. Não estamos cegos para a realidade, mas sorrimos na esperança de dias melhores. Andar triste e cabisbaixo não resolve nossos problemas. O sorriso é bálsamo e fortificante;

4. Procure relaxar. Não tome decisão alguma se estiver preocupado (a) ou aborrecido (a). Decisões tomadas com este espírito não costumam funcionar. Reflita, pare e pense um pouco mais. Depois, decida como continuar a caminhada;

5. Renove sempre as esperanças. E nunca deixe de sonhar e acreditar, por mais difícil que pareça. Como bem diz o ditado: "A esperança é a última que morre!".

Por Maria Fernanda Schardong.
Fonte: WWW.maisde50.com.br

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

REESCREVENDO MINHA HISTÓRIA

MINHAS PARTICIPAÇÕES NA CORRIDA SAGRADA, DE 2010 A 2016

 1ª -2010
 2ª - 2011
 3ª - 2012
 4ª - 2013
 5ª - 2014
 6ª - 2015
7ª - 2016

APÓS COMPLETAR 65 anos e ingressar oficialmente naquela que é chamada de terceira idade, tive a felicidade de descobrir na corrida de rua uma maneira excepcional de renovar meu gosto pela vida e, sobretudo, uma ferramenta para melhorar minha saúde.

O que parecia impossível, no meu caso se tornou realidade. Até o ano de 2008 eu era viciado em bebida alcoólica e meu peso corporal chegou a ultrapassar os três dígitos. Fazia regimes, mas não conseguia manter o peso, por causa do uso abusivo da bebida.

Fiz então o que todo viciado deveria fazer: procurei ajuda médica. Usei medicamentos por apenas três meses e parei de beber totalmente no dia 11 de outubro de 2008. Comecei uma reeducação alimentar e emagreci 18 kg, mas tinha receio de não conseguir manter.

Como deve ocorrer com todas as pessoas que largam um vício, sentia um vazio muito grande e não tinha sequer vontade de me encontrar com meus amigos. Foi aí que comecei a intensificar minhas atividades físicas. Além de caminhadas, que já fazia regularmente, passei a fazer hidroginástica e também me matriculei numa academia.

Desde então, senti que minha vida começava a tomar um novo rumo. Mantive o peso de 82 kg, meu sono melhorou, as dores no corpo sumiram, inclusive uma tendinite no ombro, que me maltratava há anos. Enfim, RENASCI.

A corrida entrou em minha vida quase um ano depois, em setembro de 2009. Já tinha feito novos amigos na hidroginástica e na academia, mas a sensação que ainda faltava algo persistia. Na época, as corridas de rua começavam a despontar em Salvador, minha cidade, levando ao surgimento de algumas assessorias esportivas e clubes de treinamento. Inspirado em um amigo, ingressei num deles.

A partir daí, reescrevi minha história. Com orientação profissional, comecei a correr paulatinamente, aumentando a intensidade aos poucos, de acordo com meu condicionamento. Apaixonei-me pela corrida e diria que foi “amor à primeira vista”, pois, com menos de três meses já estava decidido a fazer minha primeira prova oficial. 

Para a estreia, escolhi a Corrida Sagrada, que acontece anualmente na 1ª quinta-feira, depois do dia de reis, 
o mesmo dia da famosa Lavagem do Bonfim. O percurso é de 6.8 km e vai da Igreja da Conceição da Praia até à colina sagrada do Bonfim. Treinei com afinco e no dia 14 de janeiro de 2010, com o tempo de 45 minutos, ingressei oficialmente no mundo das corridas. Agradeci ao senhor do Bonfim a benção que me foi concedida e fiz o propósito de continuar participando todos os anos. Neste ano, minha sétima participação, fiz a prova no tempo de 41 minutos.

Correr não é fácil. Não é sem razão que muitas pessoas desistem antes de completar três meses de treinamento. O segredo é persistência, determinação, regularidade, motivação e fixação de objetivos.


Hoje já participei de 70 provas de corrida de rua, inclusive uma de 25 km, 07 Meias maratonas, a São Silvestre, várias de 10 km e outras de menores distância  e posso garantir que: CORREDOR NÃO TEM IDADE!



terça-feira, 19 de janeiro de 2016

MATURIDADE




Autora: Ivone Boechat
1 - Tome posse da maturidade. A longevidade é uma bênção! Comemore! Ser maduro é um privilégio; é a última etapa da sua vida e se você acha que não soube viver as outras, não perca tempo, viva muito bem esta. Não fique falando toda hora: "estou velho". Velho é coisa enguiçada. "Idade não é pretexto para ninguém ficar velho".




2 - Perdoe a você antes de perdoar os outros. Se você falhou, pediu perdão? Deus já o perdoou e não se lembra mais. Não fique remoendo o passado... Não se importe com o julgamento dos outros.




3 - Viva com inteligência todo o seu tempo. Viva a sua vida, não a do seu marido, da sua esposa, dos filhos, dos netos, dos parentes, dos vizinhos, dos amigos... Nem viva só pra eles, viva pra você também. Isto se chama amor próprio, aquilo que você sacrificou sempre! Nunca viva em função dos outros. Faça o seu projeto de vida!




4 – Coma e beba com moderação; durma o suficiente. Tenha disciplina. Fale com muita sabedoria. Discipline sua voz: nem metálica; nem baixinha; seja agradável!




5 - Poupe seus familiares e amigos das memórias do passado. Valorize só o que foi bom. Experiências caóticas, traumas, fobias, neuroses, devem ser tratadas com o psicoterapeuta.




6 - Não aborreça ninguém com o relatório das suas viagens. Elas são interessantes só pra quem viaja. Ninguém aguenta ouvir os relatórios e ver fotografias horas e horas. Comente apenas o destino e a duração da viagem, se alguém perguntar.




7 - Escolha bons médicos. Não se automedique. Não há nada mais irritante do que um idoso metido a receitar remédio pra tudo o que o outro sente.

Faça uma faxina na sua farmácia doméstica.



8 - Não arrisque cirurgias plásticas rejuvenescedoras. Elas têm prazo curto de duração. A chance de você ficar mais feio é altíssima e a de ficar mais jovem é fugaz. Faça exercícios faciais. Socorra os músculos da sua face. Tome no mínimo 8 copos de água por dia e 15min de banho de sol é indispensável.




9 - Use seu dinheiro com critério. Gaste em coisas importantes e evite economizar tanto com você. Tudo o que se economizar com você será para quem? No dia em que você morrer, vai ser uma feira de Caruaru na sua casa. Vão carregar tudo. Não darão valor a nada daquilo que você valorizou tanto: enfeites, penduricalhos, livros antigos, roupas usadas, bijuterias cafonas, ouro velho... prataria preta, troféus encardidos, placas de homenagens. Por que não doar as roupas, abrir um brechó ou dar todas as suas bugigangas?




10 - A maturidade não lhe dá o direito de ser mal educado. Nada de encher o prato na casa dos outros ou no self-service ou numa festa de casamento, falar de boca cheia é insuportável.




11 - Só masque chiclete sem testemunhas. Não corra o risco de acharem que você já está ruminando ou falando sozinha.




12 - Aposentadoria não significa ociosidade. Você deve arranjar alguma ocupação interessante e que lhe dê prazer, serve qualquer coisa ganhando ou gastando (se tiver), dinheiro.




13 - Cuidado com a nostalgia e o otimismo. Pessoas amargas e tristes são chatíssimas, as alegres demais, também. Elogie os amigos, não fique exigindo explicações de tudo. Amigo é amigo.




14 - Leia. Ainda há tempo para gostar de aprender. A maturidade pode lhe trazer sabedoria. Coloque-se no grupo sempre pronto para aprender. Não se apresente em lugar nenhum dizendo: sou muito experiente!




15 - Não acredite nas pessoas que dizem que não tem nada demais o idoso usar roupas de jovens, cuidado. Vista-se bem, mas com discrição.




16 - Seja avó do seus netos, não a mãe nem a babá. Por isso nem pense em educá-los ou comprometer todo o seu tempo com as tarefas chatas de ir buscar na escola, levar a festinhas, natação, inglês, vôlei... Só nas emergências. Cuidado com aquela disponibilidade que torna os outros irresponsáveis.




17 - Se alguém perguntar como vão seus netos, não precisa contar tuuuuuuuudo! Evite discorrer sobre a beleza rara e a inteligência excepcional deles. Cuidado com a idolatria de neto e o abandono dos filhos casados..


.

18 - Não seja uma sogra ou sogro chato. Nunca peça relatório de nada. Seu filho tem a família dele. Você agora é parente! Nunca, nunca, nunca mesmo, visite seus filhos sem que seja convidado. Se o filho ligar pra você, não diga: ah! lembrou finalmente da sua mãe? É melhor dizer: Deus o abençoe meu filho.




19 - Cuidado em atender ao telefone: se a pessoa perguntar como você vai e você responder "estou levando a vida como Deus quer"; "a vida é dura"; "estou vencendo a dureza"; você vai ver que as ligações dos amigos e dos parentes vão rarear, cada vez mais.




20 - A maturidade é o auge da vida, porque você tem idade, juízo, experiência, tempo e capacidade para se relacionar melhor com as pessoas. Então delete do seu computador mental o vírus da inveja, do orgulho, da vaidade, promiscuidades, cobranças, coisas pequenas e frustrantes para tomar posse de tudo o que você sempre sonhou: a felicidade.




Ivone Boechat é consultora e conferencista brasileira sobre aprendizagem, comportamento, educação, família e inteligência emocional. Tem vários livros publicados e promove palestras, cursos e treinamento em todo o território nacional e no exterior.

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

ORAÇÃO DE ANO NOVO

Com minha esposa, Graciene Amâncio
  Filhos, Genro e noras: Frank e Liliane, Stella e Eduardo, Mark e Rosângela. 
Filha: Tâmara

Netas: Lara, Bianca e Marina
Netas trigêmeas: Mariana, Maria Luiza e Maria Isabel
Neta: Laís

Neto: Guilherme

Senhor Deus, dono do tempo e da eternidade, teu é o hoje e o manhã, o passado e o futuro.

Ao iniciar mais um ano, paro minha vida diante de teu calendário, que ainda não comecei, e te apresento estes dias, que somente tu sabes se chegarei a vivê-los.


Hoje, te peço para mim e para todos os meus parentes e amigos, a paz e a alegria, a fortaleza e a prudência, a lucidez e a sabedoria.


Quero viver cada dia com otimismo e bondade, levando por toda parte um coração cheio de compreensão e paz.


Que meu espírito seja repleto somente de bênçãos, para que as derrame por onde eu passar.


Enche-me de bondade e alegria, para que todas as pessoas que eu encontrar no meu caminho possam descobrir em mim um pouquinho de ti.


Dá-me um ano feliz e ensina-me a repartir felicidade.


Amém!


quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Gratidão – um dos maiores segredos das pessoas felizes


















"A gratidão pode te fazer feliz. Ser grato é uma capacidade que, uma vez adquirida, transforma seu olhar sobre o mundo, sobre a vida, sobre as pessoas e sobre cada acontecimento.

Há quem diga que o brasileiro é um povo feliz, otimista, que tende sempre a enxergar o lado cheio do copo, porém, o que a observação tem me mostrado é que os otimistas são, na verdade, indivíduos que conseguem sentir gratidão – sejam brasileiros ou não sejam.

Aprendi uma vez assistindo a uma entrevista que: mais importante do que dizer obrigada é dizer um “muito obrigada” com entusiasmo a tudo de bom que nos acontece. A motivação é imprescindível para quem quer iniciar o treino de agradecer ao invés de reclamar. Isso tem sido proposto por muitos profissionais que já perceberam que o comportamento de ser grato pode mesmo fazer milagres.

A capacidade de manter o pensamento positivo, de ter sempre o olhar voltado para o lado bom das coisas (e acreditem: tudo, tudo mesmo tem um lado bom) e o hábito de agradecer todos os dias vai nos levando lentamente a uma mudança de paradigmas, de valores – e essa mudança pode ser uma das responsáveis pela nossa felicidade.

Indivíduos que reclamam muito são aqueles que desenvolveram padrões de pensamentos e comportamentos pessimistas. Se fizermos um treino, poderemos perceber que, para cada evento, para cada acontecimento em nossa vida, existe o nosso olhar, o nosso sentir, o nosso pensar, o nosso interpretar. São eles que podem transformar aquela experiência em algo positivo ou negativo. A grande força está nas “lentes” com as quais os nossos olhos enxergam a vida. Podemos olhar para o trânsito congestionado, para o apagão da energia elétrica, para a implicância da colega de trabalho e para o peso que aumentou na balança no último fim de semana como grandes catástrofes. Podemos reclamar da bagunça que as crianças fazem em casa, podemos detestar a chatice daquela pessoa que insiste em saber como estamos, podemos reclamar por ter que ir ao supermercado lotado e desejar a morte ao cachorro do vizinho que late a noite inteira.

O que faria uma pessoa grata em cada uma dessas situações?

Sim, porque a vida delas não é perfeita. Elas são felizes, apesar de.
  
Felizes por irem de carro ao trabalho e por não precisarem enfrentar a humilhação que é andar de transporte público no nosso país. Gratas pela luz elétrica existir ao perceberem que só damos valor a ela quando não a temos, e também por terem se lembrado de comprar velas para quando vierem os apagões. Elas também agradecem por terem um trabalho, afinal de contas, talvez existam colegas chatas em todos eles e talvez também sejamos chatos aos olhos dos outros, todavia, trabalhar é preciso e ter um emprego é motivo de gratidão sempre. Uma pessoa grata e feliz curte o final de semana e jamais se escraviza por algo que valha mais do que sair da dieta para comer e beber com os amigos ou com a família.

Gente grata adora a bagunça das crianças porque isso é sinal de que estão bem e estão saudáveis. Elas valorizam os amigos, principalmente, os que se preocupam com elas enviando mensagens e querendo saber como elas estão. Eu particularmente aprendi que pouquíssima gente se importa de verdade comigo e como consequência disso, priorizo os poucos que me dedicam alguma atenção em tempos tão solitários. Sobre o supermercado, todos nós devemos ser gratos por poder estar na fila imensa – há muitos que gostariam de estar lá, comprando pelo menos o necessário. E quanto ao cachorro da vizinha: ah… pessoas gratas e felizes costumam ter cachorros e amam incondicionalmente todos eles, sejam do vizinho, sejam das ruas – além do mais, elas dormem bem. Dizem que insônia é coisa de gente infeliz e de consciência pesada.
  
A gratidão pode ser uma das portas para a felicidade, exatamente por que as pessoas gratas são sempre felizes.Agradeça, agradeça muito e sempre. Caso esteja lendo essas palavras em um dia ruim, agradeça por poder ler, pela cama para dormir, por poder se alimentar. Pare de olhar para o que não existe, para o que não pode, para o que não está, para o que não é. Enquanto você lamenta, reclama, agride e recita aqueles famosos versos da hiena Hardy “ó dia, ó céus, ó azar”; alguém ao seu lado solta uma gargalhada, afinal, já que é para imitar as hienas, que seja pelo que elas fazem de melhor: rir!


Dentro de cada um de nós há uma guerra constante entre duas energias, que eu prefiro deixar aqui ilustradas apenas como o lado cheio e o lado vazio do copo. Quem sofre pela água que não tem, deixa de beber a que está ali disponível debaixo do nariz de cada um de nós. E em cada amanhecer é dada a todos a oportunidade de viver um lindo dia, uma nova vida, uma diferente forma de experienciar o que virá. Dê-se uma nova oportunidade. Comece exercitando a gratidão"


Psicóloga, psicoterapeuta, especialista em comportamento humano. Escritora. Apaixonada por gente. Amante da música e da literatura... e, além de tudo, muito bonita! 

Visite o site:


quarta-feira, 21 de outubro de 2015

ESQUEÇA E LEMBRE-SE

ESQUEÇA 

  E 

ESQUEÇA   E  LEMBRE-SE!

"A vida é cheia de memórias, algumas agradáveis e outras nem tanto. Entretanto, juntas elas nos fazem as pessoas que somos. Algumas delas são simplesmente mais dignas serem mantidas do que outras, algumas coisas são boas ​​e fundamentais de se lembrar e outras ficam melhores armazenadas com as nossas lições de vida e experiências. Reflita sobre isso lendo este belo poema cheio de sabedoria, que diz muito em apenas algumas palavras.
  
Esqueça cada ato de bondade seu
Assim que o tenha feito. 

Esqueça cada elogio que cai sobre você
Assim que o tenha ouvido. 

Esqueça a calúnia que você ouve
Antes que possa repeti-la. 

Esqueça cada indelicadeza, despeito e rancor
Onde quer os encontre.

Lembre-se de cada ato de bondade de alguém com você
Qualquer que seja sua medida.

Lembre-se de cada elogio dado a você
E passe-o para frente com prazer.

Lembre-se de todas as promessas feitas
E as mantenha ao pé da letra.

Lembre-se de quem te ajuda
E seja um devedor grato.

Lembre-se de toda a felicidade
Que vem a você em vida.

Esqueça cada preocupação e angústia;
Seja esperançoso e perdoe.

Lembre-se bem, lembre-se com verdade,
De tudo o que você diz ou faz.


E você vai encontrar, na idade e na juventude,
Alegrias verdadeiras e corações para amar você.

 


Permita-se compartilhar a verdade,
Se é sábio espalhá-la,
Para que você, meu amigo, possa valorizá-la
Sempre que estiver em dúvida".

Copiado do site Tudo por e-mail